Tentar controlar o incontrolável é desperdício de energia

Tentar controlar o incontrolável é desperdício de energia

Passamos por um momento complexo com efeito global causado por uma pandemia. Não quero entrar no mérito relacionado a gestão da saúde pública, tampouco cair na seara de criticar ou elogiar os métodos utilizados até então. Sabemos também de alguns dos efeitos colaterais deste cenário, além da saúde pública. Algumas perguntas que ficam para reflexão: “Como você tem gerenciado as suas finanças ou seu empreendimento?”. “Você tem se deixado influenciar por um ambiente externo percebido pelo mercado como perturbador?”.

Precisamos compreender a existência de fatos que acontecem fora de nosso poder de decisão ou gestão, ou seja, nós não conseguimos controlá-los (são as variáveis incontroláveis), e aqueles que ocorrem dentro do nosso poder de decisão ou gestão (as variáveis controláveis). Tentar controlar aquilo que não é controlável despende energia e não traz resultado positivo algum. Torna-se desperdício de energia. Assim como tentar plantar uma árvore que depende de muita água da chuva em pleno deserto, todo esforço será em vão. Como estamos tratando de finanças e gestão de empresas, lidamos com um cenário de administração de recursos limitados, não há recursos, sejam financeiros ou não (humanos, tempo), em abundância. Devemos escolher onde colocar a energia (os recursos), isso sim é controlável.

Um exemplo de variável incontrolável é a forma como o Governo Federal lidará com a economia daqui em diante. Você tem algum poder de decidir sobre ou interferir diretamente por qualquer decisão? O Governo decidirá e ponto final. Você deve, sim, entender se a decisão governamental causará algum efeito em sua vida ou em seu empreendimento e preparar-se para o impacto disto. O preparo sim é controlável.

Como se dá este preparo?

1. Foque nas variáveis controláveis e as conheça detalhadamente:

Coloque esforço naquilo que você pode e tem condições de mudar; Conheça estas variáveis e as ferramentas para gerenciá-las.

2. Entenda o efeito real das variáveis incontroláveis:

Estas podem ser uma ameaça ou uma oportunidade;
Entenda os impactos, entenda os cenários, realize simulações.

3. Não se contamine por opiniões de terceiros:

Tenha sua própria opinião, tome sua decisão e defenda o que é seu;
Gerenciar também está relacionado a fazer escolhas e optar pelo melhor caminho; Como gestor você deve buscar informações sim, porém deve ter uma opinião clara sobre os fatos e não terceirizar as decisões.

4. Mantenha elevado o seu nível de motivação:

Independente do ambiente externo, motive-se a ação;
Não espere que as variáveis incontroláveis te empurrem à ação; Antecipe-se.

Desta forma, independente do ambiente externo, você será capaz de gerenciar a si mesmo e seus empreendimentos. Lembre-se, governar (liderar) significa dirigir, administrar, ter autoridade sobre e isto não deve ser terceirizado.

Tentar controlar o incontrolável é desperdício de energia. E desperdício de energia e nas organizações é desperdício de recursos. Foque no que você pode controlar, no que importa e no que trará resultados positivos.

 

 

No Comments

Post A Comment

1
Olá, como podemos te ajudar?
Powered by