Fiquei sem fluxo de caixa, o que fazer?

homem desesperado porque ficou sem fluxo de caixa na sua empresa

Fiquei sem fluxo de caixa, o que fazer?

Com a crise financeira, tem sido comum as empresas estarem constantemente no vermelho… Contas a pagar e o fluxo de caixa lá em baixo são realidades que nortearam o mercado atualmente. Já parou para pensar que talvez o maior problema não está na falta de recursos, mas sim na administração?

Reduzir custos é o primeiro passo que a maioria dos empresários tomam, entretanto, é sempre bom lembrar que algumas decisões podem gerar gastos ainda maiores, como a demissão de funcionários, que exige ter um fundo de caixa para cumprir com rescisão trabalhista. Por este motivo, separamos algumas dicas que vão te ajudar a identificar as melhores soluções para sua empresa.

Identifique o problema de fluxo de caixa

Essa é a primeira ação e, talvez, a mais importante a se tomar. Empresas chegam ao estado de falência justamente pelo fato de não saberem identificar problemas .Através de um planejamento estratégico, é possível prever despesas, traçar metas e, principalmente, organizar financeiramente. Existem inúmeras empresas que oferecem serviços de consultoria especializados na gestão de finanças.

 Tenha em mente que apenas o conhecimento sobre o seu negócio não será muito útil se você não possui o entendimento mínimo sobre finanças. Com as instruções corretas, será possível manter o controle de entradas e saídas e, ao final de cada mês, saber exatamente como a sua empresa performou financeiramente no período. Sem essa análise é muito comum que a gestão se torne falha.

 

Lançamentos de caixa

Contas fixas como impostos, pagamentos de folha e eventuais fornecedores devem ser priorizados sempre. Quando as empresas entendem o valor de cada despesa, é mais fácil minimizar gastos e conferir uma maior rentabilidade à sua receita.

 

Controle os gastos

Todo empresário deve saber que seus gatos nunca poderão ser maiores do que seu rendimento, ou seja, só se pode gastar o capital que entrou em conta. A dica aqui é separar uma parte deste valor para investimentos. Não se esqueça que as saídas são previsíveis, mas as entradas nem sempre. Então organize as finanças com base na realidade de sua empresa.

 

Separe as contas pessoais das empresariais

Confundir as contas pessoais com as contas da empresa é um dos fatores que mais levam as empresas a endividamentos. Por isso, mesmo enquanto proprietário, estabeleça um salário a si mesmo, assim será possível arcar com suas despesas, sem a necessidade de interferir no fluxo de caixa da empresa, diminuindo as chances de perdas mais significativas.

 

Não tenha medo de negociar

É claro que você, enquanto administrador da empresa, tem a consciência do que se pode ou não negociar. Por isso, o que vale aqui é o bom senso e o poder da persuasão. Esteja sempre preparado para a negociação e para honrar com seus deveres, deixar as coisas bem esclarecidas faz toda diferença e ainda pode estreitar relações.

 

 Gostou das nossas dicas? Então continue acompanhando nossas redes sociais, acesse nosso site e saiba mais!

 

Leia também: Como se planejar para 2020?

No Comments

Post A Comment

1
Olá, como podemos te ajudar?
Powered by